0



Final da Subida na Rampa - As Sensações, Sintomas e Mudança de Consciência

Saudações, queridas Águias!!!

Ao longo dos nossos estudos nestes últimos 4 anos falamos muito sobre a quebra de paradigmas em relação ao nosso Sistema Solar e principalmente, sobre o nosso planeta azul, a Terra, em sua viagem cósmica dentro do Braço de Òrion que é parte da Via Láctea.

Somente com o nosso despertar da consciência seremos capazes de compreender a dimensão que estamos vivendo neste momento da transição planetária, pois nessa nova condição seremos capazes de expandir e ampliar profundamente o conhecimento sobre o campo da experiência humana neste planeta.

Entender o que somos, porque estamos aqui e qual é o nosso destino como raça humana nesta jornada incrível onde cada um está diretamente envolvido neste processo de aprendizado, crescimento e desenvolvimento espiritual. Nenhuma emanação de Vida está neste orbe terrestre por acaso.

Há uma longa história, onde você é parte deste contexto humano, planetário e cósmico. Enfim, cada um vibra, escolhe e decide como quer viver, experienciar e aprender. O patamar evolutivo de cada ser humano está onde deve estar e todos seguem seu próprio ritmo de crescimento.

Agora, qual é a etapa em que estamos inseridos e por que tantas transformações ocorrem em todo o planeta?

E qual é o sentido da nossa vida em relação às mudanças e eventos que acontecem no mundo?

Sua vida será afetada de alguma forma?

São muitas dúvidas, há tantos inúmeros questionamentos sobre tudo o que acontece e como vem afetando o dia a dia das pessoas. É na sociedade, na família, nos relacionamentos pessoais, no trabalho. A vida social parece seguir sem rumo, a política está um caos, a insegurança ronda a vida das pessoas.

Até a eleição do novo presidente norte americano tem gerado controvérsias, polêmicas e divisões. As crises que se abatem pelo mundo e ultrapassa todos os eventos já conhecidos da história de nossas civilizações, pois agora surgem situações que fogem do conhecimento e do domínio da vontade do homem. É da natureza e vem de Gaia, o espírito da Terra. A dimensão é incompreensível para a mente comum dos homens que é incapaz de penetrar na essência da vida, porque vive ilusoriamente somente na periferia da casca de uma noz.

Somando os eventos climáticos, os acontecimentos cósmicos que afetam nosso Sistema Solar, temos ainda que lidar com as ocorrências e transformações que afetam a vida das pessoas pelo mundo afora. É a questão da política internacional, da insensatez da guerra fraticida, do extremismo qualificado, dos interesses mesquinhos de poucos em detrimento da raça humana e de todas as espécies de vida neste mundo. Tudo isso tende a se manifestar como um barril de pólvora carregado e pronto a explodir.

A humanidade é especialista em viver e experienciar pelos efeitos da vida e não tem tempo para pensar nas causas que os originam. Enquanto o mundo se perde em egoísmo, comodismo e orgulho, não percebeu que Gaia vinha fazendo o seu processo de despertar planetário, acordou da sua condição dolorida da 3D, despertou para sua missão cósmica e seguiu para a 4D e hoje, ela já está percorrendo o seu caminho ascensional pela 5D, enquanto a Humanidade ainda briga para ver quem deve seguir para as dimensões inferiores.

Por isto, durante a nova órbita solar em que a Terra estará se posicionando neste ano de 2017, teremos uma outra Terra que estará percorrendo o velho trilho de uma órbita em extinção. A maior parte da Humanidade estará caminhando nesta malha tridimensional até que o mundo ilusório deixe de existir em suas consciências. Até que isso termine, o caminho da dor e sofrimento estará demarcando os limites entre os que estarão no novo mundo e aqueles que irão deixar este orbe terrestre para repetir sua jornada noutro orbe de aprendizado semelhante ao que este planeta permitia.

Muitos sintomas e sensações que ocorrem com a maioria das pessoas, estão relacionados às mudanças no planeta. As sensações desencadeadas na atmosfera terrestre nada mais é do que o reflexo do campo áurico de Gaia. Tudo que a humanidade depositou em pensamentos, emoções, intenções e ações, são energias que se condensaram nesta atmosfera e, agora, estas próprias pessoas precisam recolher e transmutá-las.

Cada energia negativa ou positiva contém a assinatura de cada ser que a originou neste planeta, tudo foi registrado no campo áurico de Gaia. Conforme o espírito da Terra se solta de suas amarras e avança em sua ascensão, os miasmas se desgarram e ficam soltos no ar, na atmosfera... e como tudo tende a retornar à fonte de onde se originou, as pessoas precisam recolher este "lixo" que jogaram sobre o planeta. Por isto ocorre as ondas de violência, desequilíbrios, conflitos,  guerras, doenças... e tudo que parece ser o "fim do mundo".

Observe Gaia como se fosse um corpo humano. Agora correlacione com as inundações que estão ocorrendo no mundo...

Não parece uma hemorragia?

E o incêndio intempestuoso?

Lembra aqueles momentos de fúria, não?

Essas inundações são como o sangue de Gaia. Por isto falamos tanto que o corpo dela (Terra) estava em convulsão anos atrás. E agora a Humanidade assiste aos pontos onde as hemorragias de Gaia estão aflorando pela sua superfície. As feridas se abrem para expulsar o "câncer" que vinha devastando o interior da Terra. A temperatura febril de Gaia reflete por todo o seu corpo.

Conforme Gaia avança e ascende, sua vibração ressoa como um calor insuportável para a condição física do ser humano. Em sua transmutação interna. as polaridades se invertem neste corpo planetário. Numa parte parece que tudo fica frio, congelando até os ossos. E noutra é como se um vulcão explodisse da suas entranhas.

No Cosmos, Gaia conduz o seu corpo numa velocidade ascendente. O tempo parece encurtar diante da mudança das marchas que se aceleraram rapidamente como se saltasse da primeira para a 5ª marcha rapidamente, colocando mais potência no motor da Nave Terra.

Muitos passageiros desta imensa Nave deixarão de seguir a viagem por não conseguir aguentar o tranco desta velocidade e podem se sentir tão mal que podem preferir descer nas próximas estações de desembarque, escolhendo um meio de transporte mais lento e adequado às suas condições físicas. Tem sido assim desde maio de 2015, quando a Subida na Rama se iniciou.

Um dos acontecimentos que já mencionei como sintoma destas mudanças se refere à questão dos relacionamentos pessoais, de casais e familiares. Isto porque tudo o que se criou em ilusão e se sustentou numa falsa realidade durante este tempo, passa a aflorar, ocasionando um choque intenso. Para alguns é como se o chão sumisse sob os pés, se sentem completamente sem chão diante das revelações e descobertas sobre si mesmo.

Muitos não conseguem entender o que está ocorrendo e assim a negação ainda é o caminho mais fácil a ser seguido. Na negação, o sentimento da raiva é desencadeado como uma válvula de escape e fuga da realidade. No ato de negar a sua própria verdade, elege um culpado para sua frustração, decepção e mentira. Assim a raiva pode ser direcionada a alguém, a algo, ou até contra sua própria crença pessoal.

É um processo doloroso, mas muitos ainda preferem a ilusão movida pelo desconhecimento por ser um caminho menos sofrido. Mas tudo é questão de tempo para que seja novamente testado logo adiante. Ou seja, estão apenas adiando algo que em breve passará a ser visto por ele mesmo como algo óbvio, verdadeiro... Isto requer mudanças internas e o aceite de que o mundo está saindo de um casulo. Quanto mais rápido se aceitar e procurar a mudança, mais rápido é o processo de superação da dor e do sofrimento.

E assim consegue acompanhar a jornada de Gaia em sua nova órbita solar.

Muitos estão sentindo uma desconexão com o ambiente, com o momento, com as pessoas e com o mundo. É como se estivesse em dois lugares ao mesmo tempo, vivendo em dois corpos simultâneos. Sofre constantes lapsos de memórias, esquece-se de coisas simples. Será que isto tem ocorrido com você?
Isto pode ocorrer em pessoas que vivem em duas dimensões ao mesmo tempo. A terceira dimensão (3D) e a quarta dimensão (4d) que já se manifesta intensamente hoje.
Já pensou que este pode ser o seu caso?

Para alguns, os pés parecem estar fixo na Terra 3D, mas suas consciências já dão seus passos na 4D. São dois ambientes distintos. Um é duro e violento (3D) e entra em choque com as sensações mais sutis de vibração, mais amorosa em relação ao mundo em que seu corpo caminha e a nova realidade onde sua consciência está despertando e aprendendo a viver.

Os relacionamentos a dois tendem a se mostrar mais claros diante da dualidade. Um dos pares parece permanecer na antiga dimensão enquanto o outro está vivendo a nova dimensão, o que tende a promover o distanciamento entre o casal e em seguida um rompimento. 
Isto não ocorre porque o casal não se gosta ou porque deixam de se amar, mas suas consciências passaram a vibrar em patamares diferentes.

Carências e momentos de solidão estão em evidência também, pois a busca pelo ser interno, a alma peregrina, faz muitas pessoas se desconectarem do mundo exterior e se conectarem ao seu mundo interno.
Sua consciência espiritual está aflorando de forma mais intensa, profunda e reveladora. Muitos que trilharem este caminho encontrarão um novo rumo e uma nova jornada.

Os que conseguem sair do casulo passam a viver a Nova Terra. Mesmo que seus corpos físicos ainda estejam ancorados e andando no plano físico da 3D, sua consciência física está vibrando na 4D e vivencia suas experiências com a nova vibração, encontrando assim seus pares afins, suas almas gêmeas, chamas gêmeas, grupos de ressonância e sua própria missão de vida pessoal e ou planetária.

Então, quando tudo isso estiver acontecendo na vida de cada um... poderemos viver algo inédito: O mundo terá a visão de duas Terras... uma próspera e abundante e a outra um caos e em processo de destruição.

E assim poderá assistir a nova realidade planetária. Duas partes da humanidade... A que fica e outra que parte para a sua nova jornada.

O propósito divino deste antigo holograma deixa de existir.

A nova raça humana será aquela que a consciência transcende para a do reino espiritual.

Este é o Plano Divino da Terra.

Em Amor e Luz,
Paz na Terra!
Shima.
Namastê!


Postar um comentário

 
Top