0

Minhas Reflexões - O CAMINHAR NA NOVA ERA


- Pai, posso falar com você?

Ouvi o tom preocupado que soou na voz da P. assim que ela se aproximou de mim e me deu um beijo carinhoso na face. Olhei-a e vi a ansiedade expressa em seu rostinho ainda de criança.

- Claro, filha. Vem vamos sentar um pouco e conversar!

Assim que nos acomodamos estendi minhas mãos a ela, ficando mais nítido a sensação de nervosismo e também de expectativa.

- Como você se sente filha? Como você está?

- Ah, pai... queria te contar uma coisa. Não sei se é boa ou é ruim, mas preciso te contar...

- Diga, filha.

- A tia quer ir para Barra do Garças. Ela entrou no carro e disse que vinha para cá. Ela ainda não está bem e não sei se é seguro ela viajar agora. Estou preocupada com ela, pai! Vim correndo te avisar...

- Humm... isto é grave, filha. Ela acabou de passar por uma cirurgia e não pode ficar viajando agora.

Imediatamente me projetei e tentei localizar a tia da P. Assim que a encontrei, vi que ela conversava com uma amiga e então, senti-me aliviado, pois acreditava que esta pessoa poderia conter o desejo da tia, fazendo-a repensar a viagem.

- É parece que ela não virá. Ela está conversando neste momento com uma amiga dela... e parece conformada com o que a amiga está falando. Fica tranquila e confia, está bem, filha?

- Não quero que nada de mal aconteça com a tia.... tenho tanto medo. Posso te contar uma coisa pai?

- Sim, diga...

- Ainda sou pequena, mas vivi tantas coisas... sofri muito pai, você sabe... a minha mãe, o meu pai, a minha avó...

Conforme ela relatava sua dor, revivia as cenas desde que a conheci e quando ela vivenciou uma das fases mais dramáticas da sua curta vida, tive que pedir a intercessão do Comando Ashtar, já que corria risco de vida. Foram dias de tensão, preocupação e muita angústia. Tanto eu quanto a Renata vivemos dias de amargura com a situação da P.

A P. é uma das crianças mais delicadas e trata a “mamãe” Renata com tanto amor e atenção. Quando digo para ela falar com a “mãe” Renata, ela imediatamente me corrige: Pai, não é “mãe”... é “mamãe” Renata. Amo ela!

Enquanto a P. falava, percebi que ela queria me revelar algo muito pessoal e assim que tomou coragem disse:

- Sabe pai, desde que fui morar com a tia, aprendi o verdadeiro sentido do amor, de amar, de ser amada!

Olhei para a P. e vi lágrimas em seus olhinhos. Na idade dela, sabia que não era fácil esta experiência tão amarga para uma criança desperta, consciente e lúcida. Teve tantos problemas para a sua idade, visíveis quando se expressava falando o que sentia, pensava ou via.

Até um pastor da igreja de sua mãe foi chamado e isto foi um choque para a pequena P.  que passou a ficar calada, com receios e medos. Passou a frequentar a psicóloga.

Nesta época, passou mais tempo aqui no NA em projeção, enquanto deixava seu corpo dormindo lá na creche. Pedia o amparo da “mamãe” Renata. Sentia-se segura e protegida. Ficava junto à Corujinha, enquanto eu ia preparar um lanche.

- A vida aqui embaixo é difícil pai. Nem sei o que faria se não me deixassem morar com a tia! Não sei se vou conseguir viver...

- Calma filha. Pense bem... entenda o mundo dos adultos, você ainda tem tempo e deve ter a paciência... compreender que tudo tem um propósito. Isto você já sabia antes de vir, filha... e acredite que nesta fase da transição, tudo está muito difícil para todo mundo. Até seus pais precisam de tempo e é por amor, esta é a forma como eles entendem por isto agem desta forma. Confia filha.

- Sei disso, pai...

- Então, você tem que deixar tudo fluir enquanto seu corpo cresce e se desenvolve. Ainda não está pronta, mas logo estará. Você tem conversado com a L.?

- Sim pai, sempre encontro com ela. Ela me ajuda muito!

- Seja compreensiva com a L., ela também tem muitas responsabilidades para a idade dela e é responsável por você, então juntas podem se ajudar, pois ela também tem seus problemas, ok? Pense nisto filha... com muito carinho.

- Está bem pai, eu amo a L., gosto muito dela, é como se fosse minha irmã!

Às vezes, quando a P. está bem e despreocupada, é lindo observar a forma como me chama a atenção quando deixo de cumprir as obrigações em relação à minha saúde. Rio muito disto, pois ela assume uma postura típica de comandante e passa a colocar “ordem” na casa. Literalmente, me puxa as orelhas!

- Olha, pai... estou falando contigo agora como comandante, viu? Então, me ouça e diga se vai me obedecer... – e em seguida passa as recomendações que ela recebeu diretamente da nossa Enfermaria lá do Comando Ashtar.

A P. é tanto emotiva quanto racional. Depende muito da situação e do momento e muitas coisas que ocorrem é incompreensível para ela ainda. Ela questiona tudo e esse “tudo” é dito de forma incrível, inteligente e perspicaz. É assim que ela preenche muitas vezes a nossa vida de forma alegre, contagiante e divertida.

Dias atrás conversando com a Renata, foi interessante a definição dita por ela sobre as Crianças da Nova Era:

- É, tem sido difícil o trabalho do despertar das consciências com adultos... o estado da inconsciência da maioria é assustador. E quando despertam entram em choque. Preferem continuar dormindo. Agora, vendo estas crianças despertas é incrível. Elas são condicionadas a permanecerem dormindo. Tanto no nível físico quanto no da consciência.

E completou:

- Estas crianças são despertas “com insônia”, enquanto muitos adultos só querem continuar dormindo.

Rimos muito sobre esta situação surreal, mas tão real que vem ocorrendo com as nossas crianças no dia a dia.

Certa vez, num encontro com um membro do Grande Conselho Cósmico e Universal, a quem considero um grande Instrutor, tivemos esta conversa pessoal e amiga:

- Gostaria de saber como é a nossa visão sobre as pessoas que estão na Grande Missão e não cumprem o que a elas está destinado como missão de vida?

- Como assim, amado K.?

- As pessoas encarnadas despertas ou não, conscientes ou não, deveriam seguir o caminho a elas traçadas, mas estão sempre se desviando, apresentando desculpas e não cumprem nem seus compromissos menores durante o espaço de um dia apenas. E quando se fala do Plano Divino então, preocupam-se com outras coisas ditas mais importantes em suas vidas terrenas. E isso, para nós, sabe o que significa?

- Gostaria de saber, se for permitido!

- Sim, pode. Isto talvez venha a te ajudar durante esta caminhada na Nova Era. Compreenderá o por quê muitas vezes não concordamos com o que tem ocorrido com os Enviados do Pai Micah e os fatos ocorridos dos que desistiram do caminho constatado em seus relatórios.

- É verdade. Tenho me preocupado muito com as decisões do Grande Conselho, mas entendo que minha posição está muito abaixo do entendimento que há por trás de toda a Criação. Acredito muito que há sempre um propósito maior por trás de todos os acontecimentos e ocorrências. Nada para mim, é acaso. Isto é certo! Os mestres e instrutores sabem e veem muito mais longe do que posso imaginar. Confio sempre na sabedoria que há na condução do Plano Divino.

- Então, sabe quem são aqueles que deveriam estar despertos e cumprindo o Plano Divino? E por quê achamos inconcebível as atitudes deles diante da Grande Missão em que estão envolvidos diretamente?

- É assim tão inconcebível para o Grande Conselho, amado K.?

- Sim, porque todas estas pessoas são na verdade, arcanjos encarnados em corpos humanos. E os arcanjos foram criados para servirem à Criação. Não há escolha para estes seres angelicais. A criação deles ocorreu para servir ao Pai e à Mãe no propósito Divino.

Enquanto o ouvia, fiquei refletindo sobre a revelação na Instrução do amado Sananda Kumara quando disse que apenas 172 mil estavam aptos, eu sabia que haviam sido enviados à encarnação terrena mais de 500 mil daqueles que costumo chamar de “Anjos de Luz” em meus artigos publicados no blog Caminhando com o Mestre. Há ainda os arcanjos mencionados pelo K.

E Ele continuou:

- Estes arcanjos não podem ser considerados contaminados como ocorreu no passado remoto durante o evento de Lúcifer, já que vieram depois e para nós, não estão no nível de risco. As escolhas pessoais nesta dimensão terrena é que fazem deles, os novos “anjos caídos”, pois se envolveram na malha da ilusão. Mesmo assim não perderam a essência de quem são. A Lei do Livre Arbítrio não é norma para a jornada deles. São cumpridores da Ordem Divina e não o inverso. Negar isto acarreta graves consequências no futuro da evolução pessoal de cada um deles. Por isto digo a você, Shima, que para os membros do Grande Conselho, a atitude de um arcanjo que nega a si mesmo a razão pela qual foi criado, é inconcebível...

Assenti com a cabeça que havia compreendido a posição dos membros do Grande Conselho, pois até para mim pessoalmente era inconcebível as baixas que ocorreram dentro da GM (Grande Missão) nos últimos 4 anos de atividades. As denominações de Águias, Guerreiros, Trabalhadores, Anjos e até de Servidores eram usadas por mim, para definir as especialidades individuais destes arcanjos encarnados no plano físico da terceira dimensão.

Vieram com esse propósito de implantar o Plano Divino na Terra. Ajudar e amparar a raça humana em seu processo ascensional junto com Gaia. Promover o salto consciencial e elevar a raça de um reino inferior a outro mais acima. Como criadores, os arcanjos tem a função de trabalhar conforme é a Vontade do Pai Criador e da Mãe Divina.

Mas a maioria se perdeu no fundo do rio. Esqueceram-se das suas essências divinas e agora percorrem o fundo lamacento das águas ilusórias. Tornaram-se seres que vibram como humanos cultivando suas fragilidades e enganos. A esperança ainda são as novas levas de arcanjos que foram enviadas anos atrás. A nova raça precisa da “injeção” desta pureza angelical, para que se desenvolva o espírito da fraternidade e caminhem pela superfície de Gaia como filhos e filhas da Luz.

As Crianças da Nova Era são estes novos seres despertos. Há muitos anjos e arcanjos encarnados em corpos humanos... são a nossa esperança no amanhã. É a nova raça humana que reinará com todas as virtudes espirituais, ancorando na Terra a essência divina contida na Criação. Já vieram prontas. Estão despertas e precisam que sejam compreendidas na dimensão do que são: Anjos de Luz.

Após despedir-me do K. fiquei muito pensativo sobre a nova etapa do Plano Divino que vem sendo implantado de forma definitiva, principalmente depois que foi restabelecido o Governo Planetário Divino na Terra pelo Pai Micah e a nova Regência nomeada por Ele, depois de centenas de milhares de anos em que a Humanidade se viu órfã após a tomada do poder neste planeta em consequência da rebelião luciferiana.

Fui testemunha em vidas passadas das tentativas de se implantar a Ordem Divina neste orbe terrestre e de quantas vezes falhou. Vi que muitas civilizações foram criadas apenas com poucas centenas de pessoas. Até esta humanidade atual, começou com pouco menos de 200 pessoas de uma mesma tribo. Muitas vezes, milhares de pessoas imigravam na direção de um local já destinado para a sua expansão e no caminho eram dizimadas pelos bárbaros e povos selvagens.., tudo tinha que ser recomeçado.

Entramos agora na quarta dimensão física. A humanidade em si vive duas dimensões simultâneas em que as outras anteriores ainda mantêm certa influência negativa e outra positiva dentro da terceira que vai perdendo a sua força dominante. Tudo o que vem aflorando no mundo são as sombras das consciências adormecidas no mundo da ilusão, criada por elas mesmas. Disso vem o choque, a dor e a negação.

Mas é uma etapa dentro deste magnífico processo de despertar. Apenas aqueles que acreditam, podem ver. Quem nega não adianta insistir. Como falar de algo que não acreditam? Se não acreditam como podem ver o que não veem dentro de si mesmos? A negação é sinal da inconsciência profunda e do adormecimento num mundo onde a ilusão da vida predomina de forma profunda na alma. São necessárias outras vidas, já que o aprendizado final é o acordar e depois seguir o caminho como o Desperto que assume a responsabilidade como um ser pensante, criativo e livre.

A quarta dimensão abre um novo portal. O da Luz.

Na terceira dimensão, o Caminho era a do Amor. Na quarta o Caminho é o da Luz e Luz significa a Sabedoria Divina expressa no mundo da forma. O que no processo anterior era Amor torna-se agora a essência que conduz ao novo caminho do aprendizado. O Conhecimento com amor. E conhecimento é Luz, que se conecta à Sabedoria Divina.

Portanto, o Caminho da Nova Era deve ser repleto de estudos, pesquisas, reflexões, meditações e contemplações. A cada passo, aprende-se mais, descobrem-se novas paisagens e novos horizontes. Aprofunda-se no conhecimento interno e se integra à Criação, a Fonte que Tudo provê.

E você, Anjo de Luz, como se sente ao se lembrar de quem É?
Onde você está e para onde gostaria de ir à partir de agora?


Tudo é Amor.

A Luz, o Caminho!

Assim é.

Paz em Cristo!
Shima.
Namastê.


Gratidão ao Pai e a Mãe!

Postar um comentário

 
Top