0


A CAMINHO DO SALTO QUÂNTICO

Saudações da Luz, queridas Águias!!!

Por três dias fiquei refletindo sobre os acontecimentos e ocorrências do mês de janeiro deste ano, onde meus pensamentos permaneceram focados no encontro em que reuniram os membros do Tribunal do Conselho Cármico e do Grande Conselho Cósmico e Universal.

Para muitos trabalhadores da Luz os trabalhos desenvolvidos nas reuniões do Tribunal do Conselho Cármico é muito conhecido, incluindo quem são os seus membros. Muitos pedidos foram enviados para serem analisados pelos Mestres. Afinal, lá é a instância onde não só a Humanidade mas também os seres dos reinos dévicos, angélicos, elementais, minerais, vegetais e animais são ouvidos, quanto aos seus pedidos, requerimentos e até denúncias.

Assim como há a instância máxima no plano terreno, em que o Supremo Tribunal existe para definir o julgamento final de todos os processos que são levados à sua apreciação, (incluindo Tribunais Internacionais que regem o mundo físico), há o Tribunal do Conselho Cármico que atua para resolver as questões da raça humana e de todas as emanações de vida em nosso planeta e no Sistema Solar.

Agora, quando há a intervenção do Grande Conselho Cósmico e Universal é como se as ações de um Tribunal Internacional fossem acionadas  para analisar e julgar os processos que envolvem o nosso planeta, o nosso sistema solar e todas as galáxias e universos envolvidos nesta Transição planetária que atinge todo o Cosmos. 

Mas por que tudo isto?
Pois há o envolvimento de diversas raças planetárias vindas de outros orbes no processo evolutivo aqui na Terra, algumas vieram inclusive, de outras galáxias, muito além da nossa Via Láctea.

Ou seja, tivemos o envolvimento de vários Universos na nossa evolução e, quando a transição de um planeta afeta vários sistemas, isto desencadeia uma reação que também atinge outras regiões dentro da Criação. 

Como a Terra é parte de um imenso projeto que envolve todo o Universo Local (21 Galàxias), e como Tudo existe de forma organizada é necessário que existam Conselhos, Departamentos, Governos, Ordens, Tribunais para que a Vida flua harmoniosamente como uma Grande Sociedade Cósmica e Universal, da qual somos parte... Já pensou nisto?

Mas nem todos sabem que ficamos isolados, em quarentena durante milhares de anos decorrentes dos diversos conflitos, guerras e rompimentos de acordos entre a Humanidade terrestre e outros governos intergalácticos. 

O que se tornou um dos maiores entraves do nosso planeta, porque desde que o governo planetário deixou de existir há centenas de milhares de anos (logo após a traição do príncipe que governava este orbe, a Terra passou a ser considerado um "planeta sem dono" e muitas raças aqui decidiram experenciar e a trataram como se fosse uma "terra de ninguém").

Por muitas e muitas vezes, o Pai Micah tentou restituir o Plano Divino e o governo planetário que tinha programado para ser manifestado aqui, mas ocorreu uma forte resistência das forças que ocupavam e dominavam a humanidade terrestre. Em toda a superfície deste planeta há marcas, ruínas e histórias onde as guerras entre as civilizações ocorreram ao longo de milhares de anos. 

Assim, as Forças Crísticas e as Forças Anticrísticas se enfrentaram contínuamente, alternando suas influências e domínios.

A verdade é que o fator que desestabilizou a manutenção da paz  e o estabelecimento da Ordem Divina na Terra foi oriundo de forças alienígenas que invadiram o nosso planeta e passaram a influenciar, dominar e controlar a raça humana. Após a Guerra Cósmica, cerca 25 mil anos atrás, o nosso planeta passou a ser dividido entre as forças beligerantes, pois na época ninguém venceu o conflito sendo estabelecido apenas uma trégua por tempo indeterminado.

Muitas almas que desencarnaram nestes embates ficaram aprisionadas nas auras dos orbes onde atuavam e no caso da Terra, centenas de raças tiveram que se desenvolver junto à raça humana terrestre, ocasionando uma das mais complexas experiências de vida num mesmo orbe. Geralmente, em cada orbe, há em média, duas raças distintas que evoluem conjuntamente. No caso da Terra, foram várias que puderam trilhar esta experiência em conjunto.

Há uma vida abundante em toda a Sociedade Cósmica e Universal. Nós, da raça humana terrestre acabamos perdendo este contato que propiciava tão rica e tão linda conexão, repleta de aprendizados. Nesta sociedade tal como na Terra, é possível se realizar intercâmbios que permitem o desenvolvimento em todos os níveis, alguns até mesmo inimagináveis para a nossa mente neste estado atual de consciência do ser humano. 

Há comércio, turismo, universidades, estações intergalácticas, portais para qualquer região do Universo, frotas de abastecimento, forças militares que mantêm o equilíbrio no Universo. Em cada dimensão há vida. E no Universo Físico Manifestado também há.

Quando então, o Grande Conselho Cósmico e Universal é chamado a intervir, há a ação do Governador Soberano deste Universo Local, que no caso é o nosso amado Sananda Kumara. E este Grande Conselho pode intervir em qualquer orbe em todos os níveis de atuação, jurídica, econômica, militar e socialmente.

Antes que uma intervenção planetária ocorra, são realizadas investigações, com o levantamento da história de todo o planeta, das raças existentes, dos reinos inferiores da Criação. As consciências encarnadas e desencarnadas são chamadas para serem ouvidas e suas experiências analisadas, sejam estas consciências membros da raça humana ou de qualquer outra raça interplanetária. Todos os envolvidos na experiência aqui na Terra são levados diante desta majestosa entidade espiritual.

Muitas fases, etapas e ciclos foram concluídas agora.  Muitas raças alienígenas negativas foram retiradas ou banidas do orbe terrestre instantaneamente após o veredito final. Houve a participação direta de muitos Eus Superiores que tomaram a decisão de retirar seus fragmentos da superfície deste planeta e assim começa o período da Migração de Almas para outros orbes, assim como ocorreu naquela história muito conhecida por todos nós, os Exilados de Capela.
Este período de Migração de Almas para outros orbes, será um pouco longo pois ainda está havendo o resgaste em massa dentro dos mundos inferiores umbralino, astral e mental inferior, onde muitas consciências ainda permanecem desaparecidas, perdidas.

No mundo umbralino, alguns reinos já estão sendo reurbanizados enquanto outros estão desaparecendo, já que a crosta terrestre está desabando em algumas regiões, soterrando cidades inteiras no umbral, inundando outras em várias localidades mais profundas, como as zonas em que ficam os abismos e o limbo. Muitas cavernas e túneis que serviam de esconderijos, moradias e prisões já não existem mais.

A visão da Terra à partir do Cosmos é intrigante e até encantadora. Caravanas de almas são levadas para diversas regiões do espaço. Muitas consciências ainda em estado de hibernação, seguem para suas futuras moradas e experiências. É interessante observar que muitas consciências que aparentemente não tinham como se recuperar e poderiam até ser extintas receberam o auxílio amoroso do Pai Micah, que na sua compaixão, criou novas oportunidades em outros Universos, em orbes que estão iniciando o processo de ancoragem da vida. 

Como gosto de afirmar, a Terra é um planeta crístico

Há 3 mil anos, o Pai Micah e toda a Hierarquia Espiritual tem tentando implantar o Plano Divino neste planeta. E lhes conto que até o Pai Micah já veio uma vez e se manifestou no plano físico, mas a Humanidade ainda não estava pronta e crucificaram-No junto com o seu Filho. Desde então, muitas guerras se estabeleceram sobre a superfície do planeta, nos subterrâneos do mundo umbralino e no espaço cósmico.

A última grande batalha ocorreu anos atrás com a vitória das Forças Crísticas. Aquela trégua teve fim e após outra guerra cósmica declarada, o Grande Conselho Cósmico e Universal iniciou uma intervenção direta e um acordo de Paz foi estabelecido. O que resta na superfície do planeta, dentro da realidade humana é o resquício destes conflitos. Tudo está vindo à tona para ser limpo e ajustado.

O caos que impera no mundo nada mais é do que o desmoronamento destas energias negativas e nocivas à humanidade terrestre. Conflitos que desencadeiam guerras, epidemias que se alastram e doenças que dizimam populações inteiras, desagregação social, cultural e religiosa, sistemas econômicos e financeiros ruindo, governos à mercê de tudo, como barcos desgovernados. Tudo isto é parte do processo de evolução planetária em andamento, então afirmo: Nada tema...

As energias que não ressoarem com a essência original deste planeta e não sintonizarem com a energia crística de Gaia, vão deixar este Planeta. Nada do que vier a ocorrer será obra ou castigo de "Deus", são apenas os efeitos das escolhas humanas. Um quarto de século foi o tempo concedido para que a humanidade acordasse de seu sono profundo e despertasse para o seu propósito divino na Terra. Este prazo foi dilatado pelo próprio Sananda Kumara e este tempo findou.

A partir de maio deste ano, Gaia inicia a sua ascensão para a 5ª dimensão onde a sua consciência irá determinar a evolução do seu corpo na quarta dimensão física em que uma nova humanidade poderá habitar a sua superfície.

O Final da Rampa e seu primeiro ano na nova órbita solar termina agora em maio de 2017. A velocidade da Nave Terra saindo da faixa de aceleração e pegando a rodovia sideral está aumentando cada vez mais até entrar na sincronia vibracional da quarta dimensão.

Muitas consciências físicas de terceira dimensão, podem não suportar a carga eletromagnética, pois seus corpos densos devido à cristalização de suas mentes que aprisionaram seus órgãos internos e seus corpos sutis de forma inadequada, podem se romper diante de uma exposição desta intensa energia que passa a nos envolver.

É como aquela forte corrente de vento, que percebemos quando se coloca a mão fora da janela do automóvel em alta velocidade. Muitas consciências podem deixar o corpo físico justamente por isso... por não conseguir permanecer ancorado no próprio corpo devido à alta vibração do ambiente e da atmosfera terrestre.

Desencarne em massa em várias regiões do planeta, catástrofes naturais e mudanças climáticas, são processos naturais e fazem parte desta nova órbita solar em que a Terra está percorrendo. O tempo linear está sofrendo alterações.

Gaia segue agora um novo percurso... Inédito! Em que age perante a sua escolha e decisão como um ser planetário em evolução.

As energias anticrísticas também deixarão o planeta.

Quem vivenciava as energias anticrísticas da 3ª dimensão, e ressoavam com a terceira dimensão negativa, podem "involuir" ou seja, fazer a sua "ascensão", para a 4ª dimensão física negativa. Assim, serão levados para outros orbes, cuja densidade é compatível com esta experiência. Lá não haverá seres "de luz" para ajudar ou orientar, simplesmente porque lá a experiência é realizada de outra forma.

Esta outra margem é o rumo que algumas consciências estão escolhendo seguir. Muito disto é ocasionado por ego, orgulho e negação, em que deixam até mesmo de ser crísticos e optam através de seu próprio livre arbítrio pelo caminho mais fácil, segundo a forma que veem e preferem experienciar a Criação. E no mundo atual, as ações anticrísticas são facilmente observadas.

O problema surge quando encontra-se o que os Mestres chamam de almas "rebeldes", que se julgam justiceiros da humanidade e sem discernir corretamente, acabam traçando seu caminho e destino futuro. Estes não seguem para nenhuma das duas margens, por isto precisam repetir a experiência novamente, reiniciar o processo de evolução em um orbe compatível com a sua vibração até que uma nova semente de consciência brote em seu ser.

Neste caso, as memórias das vidas passadas são "apagadas" dos registros de sua consciência, para que não sofram com os efeitos das recordações e lembranças. São deixadas apenas as memórias dos aprendizados, ou seja, aquelas que são necessárias para esta  nova experiência de vida num novo orbe compatível com seu processo evolutivo.

A Sexta Sub-raça e as sementes da Sexta Raça Raiz

Estamos no final da quinta sub-raça ariana e no início da sexta sub-raça que está nascendo no mundo inteiro e que terá como berço de sua civilização, o Brasil. A sub-raça anterior - anglo-saxão - que ainda predomina no planeta exerce sua total influência e domínio. O grande império britânico foi o apogeu desta sub-raça.

Os Estados Unidos seria o berço da sexta sub-raça, mas perdeu a sua condição após o desvio da sua agenda original, ocorrido após a segunda guerra mundial. Assim este propósito foi alterado e uma nova nação foi escolhida para ancorar a energia da nova raça humana e o Brasil passou a receber a atenção da Hierarquia Espiritual.

Desde então, o Plano Divino na Terra iniciou seus preparativos para ser manifestado em terras brasileiras. Desde o final da década de 70 muitas almas pioneiras e de vanguarda começaram a reencarnar no Brasil com este propósito.

Já estamos no final da 5ª geração destas almas da Nova Era e com o início da chegada da 6ª geração, uma mudança a nível global passará a ocorrer em todo o planeta, pelas novas energias que serão ancoradas por estas consciências crísticas e evoluídas. Nos próximos anos teremos uma verdadeira renovação com transformações profundas nas consciências humanas.

Assim que essas crianças estiverem reencarnando em todo o planeta, estarão trazendo consigo, em seus corações, as novas sementes que irão dar início á criação da sexta Raça Raíz na Terra. Pois é assim que funciona a evolução de cada civilização humana no planeta. Uma raça em seu desenvolvimento, num determinado ponto ancora a semente da próxima safra. Cada sub-raça é também uma nova semente de uma futura Raça Raiz.

São as sementes da Sexta Raça Raiz que iniciará a nova Cadeia Evolutiva na Terra, que se aperfeiçoará ao longo dos próximos séculos até atingir o grau exigido para a formação da primeira sub-raça da Sexta Raça Raiz. No Plano estabelecido para o nosso planeta, haverá 7 Raças Raízes com suas sete sub-raças subsequentes.

Só para título de curiosidade, a sétima sub-raça atlante é a Mongólica que ainda tem seus remanescentes espalhados pela Ásia Oriental e são representados pelos povos chineses, mongóis, coreanos, japoneses, filipinos e pela Indochina. Os índios norte-americanos também são de outra sub-raça da Atlântida que migraram para o oeste daquele continente pouco antes da sua submersão.

Alguns povos da América Central e Sul são remanescentes da civilização atlante, mas a sua maioria descende da antiga Civilização da Amazônia que existiu há cerca de 12 mil anos, formando uma das mais bem sucedidas civilizações já criadas neste orbe terrestre. Durou por três mil anos e desapareceu após o último grande dilúvio narrado em várias escrituras sagradas tanto do Ocidente quanto do Oriente.

Por isso o Centro-Oeste brasileiro ainda carrega esta aura mística, cujo mistério vem sendo desvendado aos poucos para o mundo, pois é onde existiram as cidades desta antiga civilização que ia do sítio de São Paulo passando pela Bolívia, Peru e seguindo até o México. Muitos conhecimentos da civilização dos atlantes foram transferidos para esta civilização que habitou o interior do Brasil e parte dos Andes.


As próximas duas décadas e os eventos planetários

Durante os próximos acontecimentos mundiais, sentiremos e viveremos as mudanças que vão transformar toda a superfície do planeta. Desde as crises sociais que assolam a vida de todas as nações, onde o caos parece anunciar o "fim do mundo", como a queda do sistema financeiro mundial, o abalo econômico devido a globalização e até a ocorrência de possíveis conflitos armados que podem ocaisonar guerras, tudo isso é parte da transição planetária.

A evolução planetária envolve a necessidade de se fazer a colheita do campo e limpar o terreno para as novas plantações. É importante que as consciências humanas estejam cientes de que tudo é um processo de mudança do antigo padrão de vida, para uma nova era com novos conceitos, vivências e experiências.

Nada irá ocorrer da noite para o dia, esteja certo disto. É um processo longo que se estenderá ao longo dos próximos 10 anos em várias etapas e depois, seguirá outra década de adaptações, aprendizados e reconstrução, quando as atuais crianças e as que já vieram anteriormente estarão capacitadas para iniciar as transformações finais nas consciências a nível planetário.

Neste longo período, muitas mudanças geológicas e climáticas estarão ocorrendo no planeta inteiro, até que a própria humanidade compreenda a existência de Gaia. Mas aqueles que já estão se sintonizando com o espírito da Deusa da Terra, poderão transpor a barreira do salto consciencial para a nova dimensão física e não sentirão os efeitos de um mundo que deixará de existir, porque seus corpos físicos e suas consciências estarão vibrando em outro patamar de existência.

Para estes a caminhada será amenizada pela compreensão e conhecimento do que estará ocorrendo com o mundo, com as pessoas e com o planeta.

A solidariedade humana agora é muito importante e deve ser praticada, pois para muitos que deixarão o planeta após o desencarne, é essencial que os atos de amor, compreensão, respeito e compaixão sejam suas recordações e lembranças nas suas experiências futuras em outros orbes.

Amor e Doação será a palavra chave desta Transição Planetária.

Participem dos nossos encontros, atividades e estudos!

Conhecimento é Luz!

Paz na Terra!
Shima.
Namastê.



Postar um comentário

 
Top